quarta-feira, 30 de junho de 2010

Dúvida cruel

Vila Mariana, Vila Madalena, Conceição, Perdizes, Consolação, Pinheiros, Sumaré, Paraíso,Vergueiro, Liberdade, Saúde, Santa Cruz... ufa!
Que dúvida cruel... rs

Lá lalaiá laiá laiá lalaiá

Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira

Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho

Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também

E que a atitude de recomeçar é todo dia toda hora
É se respeitar na sua força e fé
E se olhar bem fundo até o dedão do pé

Eu apenas queira que você soubesse
Que essa criança brinca nesta roda
E não teme o corte de novas feridas
Pois tem a saúde que aprendeu com a vida

Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira

Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho

Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também

terça-feira, 29 de junho de 2010

Errar faz parte do aprendizado

Ontem depois de resolver algumas questões pessoais que vieram como resultado de escolhas do passado de uma Cynthia insegura, passei o resto do dia, depois do jogo... pensando.

Mesmo rodeada de amigas que amo tanto, minha cabeça não parou de trabalhar por nem um minuto. Fiquei refletindo sobre tudo que está acontecendo e sobre as mudanças que estão prestes a acontecer, o que me despertou diversos sentimentos... tristeza, alegria, desespero, esperança.

Pensei em quantos enganos cometi... meu pai do céu! É possível um ser humano se enganar tantas vezes assim? rs

Pior que é possivel... ó eu aqui! Cabeça dura é fogo, só aprende quando quebra a cara.

Neste exato momento vejo um mundo de possibilidades a minha frente e junto a elas estão os enganos... ali no canto, bem escondidinhos. Por isso, a cautela tornou-se para mim requisito primordial antes de qualquer escolha.

É assim mesmo, errar faz parte do aprendizado e o susto nos faz acordar.

Depois de um dia diferente do habitual, as coisas voltaram ao normal... cheguei em casa, tomei um banho gostoso, dormi, sonhei, acordei, tomei meu banho matinal e vim trabalhar.

Como estou me sentindo? Leve e certa de que tenho feito boas escolhas.

Importante, eu?

Uma amiga me disse: “toda vez que eu te ligo, você está em reunião, ficou importante nega...”

Eu ri lisonjeada... essas minhas amigas inventam cada uma... rs

Mas Adri, não sou importante, não neste sentido. Mesmo assim, obrigada pela frase... rs

Realmente minhas responsabilidades aumentaram e com elas a falta de tempo. Durante o dia tomo diversas decisões, desenvolvo, penso, repenso, divido, questiono, sugiro, coordeno as atividades da minha equipe... esta é minha vida profissional.

Sem querer “puxar o saco”, até mesmo porque ele não acompanha meu blog, mas sim por uma questão de justiça. Digo feliz da vida que depois de quatro anos, tenho acima de mim, uma pessoa sensata que sabe ouvir os seus gerentes, adora inovar e clama por sugestões.

É só isso sua boba... estou apenas trabalhando... rs

sábado, 26 de junho de 2010

Belo Balão

Felicidade

Ô, felicidade
Eu quero andar na vida namorando você
Por todos os caminhos onde eu descobri
Que apesar de tudo meu povo sorri

Ô, felicidade
Meu coração não mente quando canta e diz: Eu faço exatamenteo que sempre quis
É muito importante que eu seja feliz.

(Gonzaguinha)

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Será que leva Dunga?


Boa tarde meus queridos!
Ouvi de um amigo que o Dunga escolheu este time porque gosta de desafios, e que o Brasil vai levar o Hexa.
Depois da patética apresentação no segundo tempo contra Portugal pergunto, será?

quarta-feira, 23 de junho de 2010

É hora da virada

A chuva virou garoa e a fase cinza está indo embora. O que não significa que os problemas acabaram, longe disso, mas confesso que ando tão feliz.

Libertação e resgate, palavras chaves para tudo que está acontecendo.

O riso anda escapando fácil, fácil... a vontade de fazer e acontecer, os planos, os sonhos, o senso de humor, tudo está voltando.

Sinto como se tivessem arrancado a venda dos meus olhos... E olhar o mundo de onde estou hoje é tão bom.

A cabeça voltou ao normal, não para de pensar (rs), eu sempre funcionei assim... ser pensante, errante, livre!

As correntes que me assombravam atirei pela janela, os fantasmas que me atormentavam já não tem mais lugar em minha vida.

Parei de esperar, de me culpar, de fazer pelo mundo e esquecer de mim, parei de buscar aceitação, de tentar convencer o quanto sou boa no que faço. E tudo me parece muito maior do que já foi um dia.

A liberdade é assustadora e encantadora ao mesmo tempo.

Ontem ouvi em terapia “você mudou Cynthia”... é isso, eu mudei gente! Consegui, mexer em um monte de coisas empoeiradas que estavam guardadas dentro de mim. Sofri com algumas decisões, sei que tenho muito ainda o que mudar, mas as sensações de estar patinando, de não sair do lugar, e de impotência acabaram.

Podem ter certeza que as escolhas de hoje são minhas, e nunca mais abrirei mão disso.

“Tô mudando o meu destino, joguei fora o que não presta, agora eu quero mesmo e vou enlouquecer... é hora da virada, partir pro tudo ou nada”

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Meus heróis

Quando me permiti perceber que meus heróis foram frutos da minha fértil e insistente imaginação, me dei conta do quanto alimentei algo que nunca existiu. Ou melhor, existiu sim, mas de maneira unilateral. Alimentei sozinha uma relação de respeito, admiração, orgulho e cumplicidade, e nunca recebi absolutamente nada em troca.

Quando digo que não recebi nada, estou falando do que vem da alma, do que flui naturalmente em determinadas relações, do que é esperado quando dedicamos ao outro o nosso melhor.

Precisei de trinta anos para perceber o quanto minhas atitudes eram voltadas para a aceitação do outro e o quanto este outro, não estava a fim de aceitar nada, muito menos enxergar ou valorizar alguma atitude minha. Ele possui outros valores e tem tudo o que acredita precisar para seguir sua vidinha medíocre.

Algumas pessoas acreditam que sentimentalidades são para os fracos, imaturos, mal resolvidos, que não sabem aproveitar determinadas “oportunidades”... acreditam que devemos ganhar o mundo no grito e que pisar numa cabecinha sem muito poder social, não é tão relevante assim.

Esta não é minha essência, nunca foi e jamais será!

Se eu pudesse voltar alguns anos atrás, faria muita coisa diferente... talvez hoje seria jornalista. Poderia não ganhar o melhor salário do mundo, mas e daí? A escolha deveria ser minha, certo?

Pautada nas expectativas dos meus heróis, escolhi muita coisa que não me fez feliz e hoje estou aprendendo que o poder de decisão é meu! E eu escolho ficar longe de quem pense diferente disso!

Quanto aos meus heróis... nunca existiram de fato.

sábado, 19 de junho de 2010

Saramago

"Nem a juventude sabe o que pode, nem a velhice pode o que sabe."

Em A Caverna de José Saramago.

Deixa chover

A chuva está passando por aqui, e como canta Maria Rita em “Santa Chuva”, uma letra linda de Marcelo Camelo já publicada aqui no “Hoje Sou Assim”, eu mesma cuidarei de secar.

O mais importante em tudo que estou vivendo, é saber que fiz o melhor que pude... no fim das contas, sentindo meu corpo molhado, consigo entender que errei em algumas escolhas, e estas vou ajustando com o tempo... mas felizmente acertei na grande maioria.

Dizem que a chuva lava a alma... se for verdade, quando ela passar serei mais feliz, pois saberei valorizar coisas que um dia foram imperceptíveis para mim.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Lya Luft

“Preferimos nos fechar, desviar os olhos, com receio de, procurando demais, encontrar mais do que talvez a gente suporte.”

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Te vira.

“Ultimamente ando matando até cachorro a grito e a platéia aplaudindo, e pedindo bis... a platéia só deseja ser feliz... te vira, bota um sorriso nos lábios

(Chicas - Sorriso nos Lábios)

terça-feira, 15 de junho de 2010

Brasil il il il il...

É engraçado como um jogo de futebol mobiliza nações inteiras.

Bonito ver o povo unido, deixando as diferenças de lado, torcendo por um único ideal. Mais bonito ainda, seria poder ver esta mesma união para resolver os maiores problemas da humanidade...

Mas independente dos meus pensamentos, sou brasileira e estarei de cara pintada, corneta na mão, esperando o momento de gritar gol e comemorar... VAI MEU BRASIL!!!

sábado, 12 de junho de 2010

Dia dos Namorados

Só vale a pena se for assim... "Quero amá-lo sem oprimi-lo,
apreciá-lo sem julgá-lo,
unir-me a você sem invadi-lo,
convidá-lo sem nada exigir,
deixá-lo sem culpa,
avaliá-lo sem censurá-lo
e ajudá-lo sem insultá-lo.
Se eu puder ter o mesmo de você,
então podemos realmente nos encontrar e enriquecer um ao outro."

(Virginia Satir)

sexta-feira, 11 de junho de 2010

É por ali que eu vou...

Quando criei o blog, escrevi em meu primeiro texto o seguinte trecho “Afinal, qual é o real intuito de dividir meu mundo com desconhecidos? E o que receberei por tornar minhas experiências e pensamentos públicos? Não sei... Mas quero fazê-lo e por isso estou aqui.”

Parece unânime a opinião de que ando cinza demais... rs

Então penso, será que o blog acabou virando o meu muro das lamentações? É um risco. Afinal, quem tem este tipo de comunicação acaba sem querer fazendo dele uma espécie de diário.

Esta constatação não me chateia, pelo contrário, me faz perceber o quanto acertei no nome do blog “Hoje Sou Assim”, e também acertei na citação inicial “Um dia de chuva é tão belo como um dia de sol. Ambos existem; cada um como é.”

Imagino, mas não sei dizer muito bem o que anda acontecendo... pode ser TPM, mesmices, macumba (rs... bem possível... rs), rotina, frustrações, ou apenas aquela fase difícil que passamos antes da renovação.

Sigo confiante que dias melhores virão... avisto ainda de muito longe, uma nova vida que está por vir.

Se demorar para chegar vou ter que correr em direção a ela... porque como vocês sabem, sou uma pessoa ansiosa e não aguento esperar.

Baby

Você precisa
Saber da piscina
Da margarina
Da Carolina
Da gasolina
Você precisa
Saber de mim
Baby, baby
Eu sei
Que é assim
Baby, baby
Eu sei
Que é assim

Você precisa
Tomar um sorvete
Na lanchonete
Andar com gente
Me ver de perto
Ouvir aquela canção
Do Roberto
Baby, baby
Há quanto tempo
Baby, baby
Há quanto tempo

Você precisa
Aprender inglês
Precisa aprender
O que eu sei
E o que eu
Não sei mais
E o que eu
Não sei mais

Não sei
Comigo
Vai tudo azul
Contigo
Vai tudo em paz
Vivemos
Na melhor cidade
Da América do Sul
Da América do Sul
Você precisa
Você precisa...

Não sei
Leia
Na minha camisa
Baby, baby
I love you
Baby, baby
I love you...

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Copo de leite

“A vida é feita de escolhas e renúncias” diz a famosa e bonita frase...

Durante muito tempo escolhi não pensar, escolhi viver o hoje sem me preocupar com as consequências, por conta disso trouxe para os meus ombros culpas que nunca foram minhas.

Ontem, falei em terapia que não quero ser um copo de leite, flor que em minha opinião é sem graça, sem cores expressivas, nem cheiro marcante. Aprendi que passamos uma vida toda lutando para não ser algo, porém esquecemos de lutar pelo que queremos ser.

Ainda estou digerindo tudo que ouvi e falei... confesso que meio assustada com o que as escolhas e renúncias que fiz no decorrer de minha vida podem representar.

E mais assustada ainda por ter percebido que ser o copo de leite não seria tão ruim quanto imaginei.

terça-feira, 8 de junho de 2010

segunda-feira, 7 de junho de 2010

LOST

Eu e mais milhões de pessoas assistimos freneticamente as seis temporadas de LOST... estou falando de seis anos que fiquei fixada aguardando as novas temporadas em dvd. Esperando a solução dos problemas malucos criados pelo autor, buscando respostas para as questões insanas que tornou a série uma das mais assistidas e discutidas, e torcendo pela vitória pessoal de cada personagem.

Dediquei um tempo considerável para assistir a trama, e ontem por volta de 22h30 terminei de ver a ultima temporada, capitulo final, com quase duas horas e meia de duração... e como já era de se esperar, faltaram muitas respostas.

Tudo caminhava muito bem para um grand finale... o último capitulo foi muito emocionante, vários flashbacks cheios de sentimentalidades que facilmente fizeram lágrimas rolar em meu rosto.

Mas a sensação depois da última cena, foi de que viria mais um capitulo para explicar algumas coisas, o que nos faria entender o motivo de ter acabado daquela forma. Mas não veio, acabou de verdade... pelo que pude ver as discussões continuam na net, mas como diz minha amiga Priscila "é o fim de uma era"... rsrs

Sinceramente fiquei triste... mas é assim, quanto mais expectativas criamos em torno de determinado assunto, maior a chance de nos frustrarmos.

domingo, 6 de junho de 2010

A Poesia do TM

Pelo retrovisor enxergamos tudo ao contrário
Letras, lados, lestes
O relógio de pulso pula de uma mão para outra
E na verdade nada muda
O menino que me pediu dez centavos
É um homem de idade no meu retrovisor
A menina debruçando favores toda suja
É mãe de filhos que não conhece
Vende-os por açúcar, prendas de quermece
A placa do carro da frente
Se inverte quando passo por ele
E nesse tráfego acelero o que posso
Acho que não ultrapasso
E quando o faço nem noto
Outras flores e carros surgem no meu retrovisor
Retrovisor é passado, é de vem em quando do meu lado
Nunca é na frente
É o segundo mais tarde, próximo, seguinte
É o que passou e muitas vezes ninguém viu
Retrovisor nos mostra o que ficou
O que partiu, o que agora só ficou no pensamento
Retrovisor é mesmice em trânsito lento
Retrovisor mostra meus olhos com lembranças mal resolvidas
Mostra as ruas que escolhiCalçadas e avenidas
Deixa explícito que se for pra frente
Coisas ficarão pra trás
A gente só nunca sabe que coisas são essas

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Palavras do coração

Para vocês... a doce voz da menina paulistana.

São sorrisos largos / Lagos repletos de azul / Os corações atentos / Ventos do Sul / São visões abertas / Certas despertas pra luz / A emoção alerta / Que nos conduz / Sonhos aventuras /Juras promessas / Dessas que um dia acontecerão / Você me daria a mão? / Todos esses versos soltos dispersos / No meu novo universo serão / Palavras do coração / São os artifícios / Vícios deixando de ser /Os velhos compromissos / Pra esquecer / São pontos de vista / Uma conquista comum / O mesmo pé na estrada / De cada um / Sonhos aventuras / Juras promessas / Dessas que um dia acontecerão / Você me daria a mão? / Todos estes versos soltos dispersos / No meu novo universo serão / Palavras do coração.

“O tempo não pára..."

Dizer que sou feliz não necessariamente significa que tudo está perfeito, ou que cada coisa está em seu lugar. Significa simplesmente que minha vontade de viver, meu espírito de luta, meu amor próprio, e meu direito de ir e vir, são maiores do que qualquer outra coisa!

Algumas situações, depois de muito murro em ponta de faca e muitas lágrimas, me fizeram enxergar que aquilo e/ou aqueles que realmente valem a pena, permanecem.

Por isso, posso afirmar que tenho mais do que preciso para manter este sorriso largo no rosto... foi um processo longo e tortuoso, mas consegui ser feliz independente das decepções, frustrações e ausências.

Como dizia Cazuza, “o tempo não pára..."
.
Bom é saber que tudo se renova... então, sigamos adiante!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Um dia perfeito!

Depois de reencontrar hoje amigos queridos, percebi que por conta da correria do dia a dia, e até um pouquinho de desleixo, perdi momentaneamente pessoas importantes demais em minha vida.

É isso o que acontece... é assim que perdemos momentos únicos como o casamento de amigos do coração, o nascimento do neném mais lindo, que coincidentemente é filho desses amigos, ou a compra da super casa com piscina daquela outra amiga que nasceu com o bumbum virado pra lua...rs

Eu sinto muito por estas perdas... mas agradeço por ter percebido isso a tempo de resgatar tudo que for possível e viver com eles novas experiências.

Falo sem titubear que hoje passei uma das melhores tardes de 2010, cercada de amigos, lembranças, sentimentos, carinhos... reencontrei uma estrada que fez parte do meu caminho. Estrada bonita cheia de flores coloridas e paisagens lindas, daquelas que dá vontade de parar para admirar... me dei conta que esta estrada sempre me faz sorrir e me traz leveza.

Quero passar mais vezes por lá... agradeço a Deus por me mostrar o quanto sou sortuda por conhecer pessoas tãããããoooo amadas!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Viva a individualidade!!! (Republicando)

Vocês já perceberam que quanto mais nos doamos, mais exigem de nós? É um ciclo vicioso! Buscamos aceitação, corremos atrás do que o outro precisa, muitas vezes nos desrespeitamos e nos tornamos infelizes.

Isso pode ocorrer em todas as áreas de nossas vidas... trabalho, namoro, dentro de casa, em nossa família. Por mais que nos dediquemos para fazer tudo certo, nunca é suficiente para o outro.

Será que realmente é tão complicado entender que temos características individuais? Cada um tem seu ritmo e pelo amor de Deus, NINGUÉM É IGUAL A NINGUÉM, nunca foi e nunca será!!! Projetar no outro suas idéias, suas vontades e sua ações não trará nada além de cobranças, e junto com elas descontentamento, frustrações e brigas.
Não existe nada mais gostoso do que nos reconhecer como individuos e sermos respeitados!

O respeito a nossa individualidade é o grande segredo para que as coisa funcionem! É disso que estamos precisando, espaço para viver e sermos nós mesmos. Entender a singularidade, enxergar o conjunto de atributos que constituem a originalidade. A unicidade de uma criatura é que a distingue de outras. É fundamental se individualizar, tornar-se homogêneo, não comparar-se com outros e nem permitir que seja comparado, admitir nossa singularidade.

O que vale é ter espaço para respirar, se movimentar, falar e agir, expor suas idéias de uma maneira confortável. Obviamente devemos aprender com o outro e colocar este aprendizado POR VONTADE PRÓPRIA em prática, sem a necessidade de nos agredir.
Tenha certeza de que quem realmente te ama continuará ao seu lado e terá orgulho de você!

(Publicação original do dia 18/03/2010)

terça-feira, 1 de junho de 2010

Ponto de vista

Nossas ações geram reações e consequências, isto é fato...

Se você fuma, tudo correndo “bem”, provavelmente vai morrer de câncer ou alguma doença respiratória.

Se você não respeita o outro, provavelmente não será respeitado.

Se é egoísta, dificilmente será lembrado.

Se não tem responsabilidade, não saberá como é bom sentir que o outro confia em você.

Se não tem bom senso, certamente não será o escolhido.

Se não se empenha, pode ser que não consiga.

Se for oportunista, uma hora as oportunidades podem acabar.

Se não é carinhoso, certamente não receberá carinho.

Se for acomodado, provavelmente não vai conquistar nada.

Dependendo de qual postura adote perante as pessoas, será visto como frio.

Se fizer o bem esperando algo em troca, pode se frustrar.

Portanto meu amigo, pense no que faz e em como isso afeta sua saúde, ou imagem!

As consequências podem ser irreversíveis.
“Só quem teve um cão sabe o que é ser amado.”
Friedrich Nietzsche

Vick

Duda

Manu

Amor incondicional!